O papel couché: saiba tudo sobre esse tipo de papel

Por: editoracao
de de

O couché, que em francês significa camada, foi criado em 1860 pela indústria gráfica e é utilizado até hoje devido a sua alta qualidade de reprodução.  E é o papel, sem dúvidas, um dos mais utilizados pelas gráficas. É um tipo de papel que foi revestido por uma mistura de materiais para conferir certas qualidades ao papel, incluindo peso, brilho superficial, suavidade ou redução da absorção de tinta.

Quase tudo pode ser impresso no couché, já que as limitações se encontram mais no tipo de impressora do que no arquivo em si.

Geralmente, a qualidade de impressão de uma impressora domestica deixa a desejar se comparada a uma profissional. Além disso, se você precisar repetir essa impressão muitas vezes, imprimir em casa pode se tornar mais um problema do que uma solução.  Ele é um dos tipos mais versáteis a se utilizar. Isso porque variando a sua gramatura é possível obter diferentes acabamentos e visuais diferentes para o seu projeto. Por exemplo, para fazer um folder para empresas com produtos diferenciados é usado o couché de gramatura alta e no entanto, para fazer uma divulgação corriqueira e de distribuição em massa, geralmente utiliza-se um couché com gramatura mais baixa. Também é uma ótima opção  para impressão de panfletos, folders, cartazes, convites, cartões de visita, capas de revistas e até livros.

Por Graciele Zuculoto
  • Adesivos
  • Arquivos
  • Banner
  • Cartão de Visitas
  • Catálogo
  • Clientes
  • Colorida
  • Design
  • Dicas
  • Digitalização
  • Divulgação Offline
  • E-Commerce
  • Fidelizar
  • Fotos
  • Identidade Visual
  • Impressão
  • Marca
  • Materiais Impressos
  • Material de Marketing
  • Papel
  • Plotagem
  • Produtos
  • Vendas Online
  • Vinil